gogi

Goji Berry: veja por que a fruta se tornou aliada da vida saudável

Postado em março 31, 2015 · Postado em Qualidade de Vida e Bem Estar

Já ouviu falar na Goji Berry? Ela é a última novidade no mundo das dietas e já faz parte do cardápio de muitas famosas. A fruta é originária do sul da Ásia e, embora seja velha conhecida dos orientais, ainda está conquistando seu espaço no Brasil. Parecida com um pequenino tomate, a fruta vermelha tem sabor azedinho e se destaca por sua extensa lista de benefícios à saúde, entre eles a promessa de ajudar a afinar de vez a silhueta!

Aliada da saúde

Os benefícios da Goji Berry para o organismo são inúmeros: a fruta melhora o sistema imunológico, ajuda a equilibrar os níveis hormonais e, por ser rica em antioxidantes, seu consumo está ligado à prevenção de doenças cardiovasculares e inflamatórias. Ela também ajuda a manter estáveis os níveis de colesterol por conta do ácido linoléico e tem minerais que combatem o câncer.

Uma  pesquisa publicada em maio de 2008 no Journal of Alternative and Complementary Medicine mostrou que o consumo regular da fruta resulta no aumento do nível de energia, melhora no desempenho em atividades físicas, maior qualidade do sono e até capacidade de concentração. Ela também ajuda na redução da fadiga e do estresse.

Afinal, a Goji Berry emagrece?

A fruta não é “milagrosa” no processo de emagrecimento, e de nada adianta consumir a Goji Berry e ter maus hábitos alimentares. Mas, se aliada a uma dieta equilibrada, os benefícios vão além da balança. Rica em nutrientes, sua potente ação estimulante auxilia na prática de atividades físicas, ponto fundamental no processo de emagrecimento.

Como consumir a fruta

Por ser uma fruta energética,  o consumo deve ser pela manhã ou antes da prática de atividades físicas. O modo de preparo é bastante variado: você pode misturar uma colher da Goji Berry a iogurtes naturais, cereais e até saladas. A mesma porção também pode ser batida com um copo de suco de frutas.

Contraindicações

O consumo da fruta é contraindicado para crianças, grávidas e lactantes pela ausência de estudos de segurança com esses indivíduos. Também devem evitar seu consumo pessoas com problemas circulatórios. Em caso de dúvidas, consulte seu médico.